Como escolher o melhor parceiro para produção de conteúdo?

É preciso entender que a sua empresa está contratando serviços e que o resultado dessa contratação será o treinamento da sua empresa. Considerando isso, é preciso levar em conta alguns fatores, como relacionamos a seguir.

Prestação de Serviço, prestação de contas.

Já diz o ditado popular: prometer ninguém é obrigado, mas cumprir é. O seu fornecedor educacional deve lhe prestar contas das ações que ele está executando. Na Didáctica, por exemplo, semanalmente, enviamos aos nossos clientes o cronograma atualizado e também a descrição de todos os serviços que estão sendo realizados. Assim, o cliente tem condições de acompanhar o desempenho do seu projeto.

Entender do seu negócio e do negócio do cliente.

Estamos falando de educação, portanto, é preciso saber quais são os profissionais envolvidos no desenvolvimento do projeto. No caso de produção de conteúdo educacional, a equipe tem que ser multidisciplinar. É preciso ter redatores, revisores, designers, pedagogos e outros profissionais com condições de avaliar o desenvolvimento educacional do treinando.

Além disso, é preciso também dedicar-se a conhecer bem o negócio do cliente, ou seja, o mercado que atua. Diante desse conhecimento, a equipe didática tem condições de personalizar o conteúdo e deixá-lo mais com a “cara” do cliente.

Pensar fora da “caixa”; nem ter “caixa”, na verdade.

Os cursos e treinamentos prontos são importantes? Sim. Mas é preciso dar uma “pitada” do seu negócio, caso contrário, não despertará o interesse do treinando. Por mais que o conteúdo seja universal, por exemplo, Liderança, o seu fornecedor pode lhe oferecer personalizações que indiquem que aquele conteúdo é feito de acordo com as suas necessidades.

Dependendo do público que se deseja atingir, nem sempre o pacote pronto vai ser o mais favorável, muitas vezes, será preciso “vestir” uma roupagem diferente. Será que o seu fornecedor o atenderá nesse caso?

Formas e formas de aprender.

Está na moda o conceito de gamificação. Vídeos! Mas será que esses recursos didáticos são os mais indicados para o seu público? Será que investir em recursos tecnológicos e digitais como esse é o mais adequado?

É importante saber que existem formas e formas de aprender e o mais aconselhável, nesse caso, é avaliar de que forma o seu público irá aprender melhor. Talvez, com essas e outras, você descobrirá que uma reunião presencial em um lugar inusitado, com a eliminação da rigidez mental, será muito mais adequada do que jogos empresariais e realidade 3D. Já pensou nisso?

Não ficar refém.

A sua empresa não tem que ficar refém do fornecedor de conteúdo. Sabe aquela história de pagar barato, mas levar só parte do produto? Então, é preciso muito cuidado para isso não acontecer.

Já vimos empresas contratarem a produção de cursos online, mas depois para colocá-los no “ar” serem obrigados a contratar uma plataforma LMS da própria empresa.

Na Didáctica, temos a Clickmobead, uma plataforma LMS de hospedagem de conteúdo. Porém, na conclusão do curso online, nós enviamos o arquivo padrão Scorm para o cliente e ele decide se quer hospedar conosco ou não. A decisão é do cliente e não nossa.

É por essas e outras que aconselhamos sempre a avaliar bem o fornecedor/parceiro de conteúdo/desenvolvimento, pois, muitas vezes, o que vem “barato” sai, no final das contas, bem mais caro. A escolha errada faz com que projetos de Educação Corporativa caiam por terra e, nesse caso, quem sai perdendo é a sua empresa. Pense nisso!

 

Autora: Daniela Luiz

Deixe seu comentário: